Skip to content

Caixa lança crédito com juros mais baixo.

6 de setembro de 2019

Entenda como funciona a nova opção de financiamento imobiliário da Caixa Econômica federal, corrigido pela inflação.

Caixa lança crédito com juros mais baixo

Entenda como será o financiamento imobiliário da Caixa corrigido pela inflação.

Agora o cliente terá duas opções ao contratar um financiamento imobiliário.

OPÇÃO 1 – Atualmente, os empréstimos para a compra da casa própria são corrigidos pela TR (taxa referencial), sendo a taxa básica de juros da época do contrato, que não muda, mais a TR.

OPÇÃO 2 – Nova taxa de juros de dois componentes, sendo:
Uma taxa fixa, entre 2,95% e 4,95% ao ano, mais a variação da inflação pelo IPCA mensal.

Nesta opção, poderá ser para financiamento de imóveis novos e usados, financiados pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI). O banco poderá financiar até 80% do imóvel com o prazo de 30 anos. Sendo que parcela da renda comprometida poderá ser de 20%.

O que é IPCA?

Índice de Preços ao Consumidor Amplo, é um índice que mede a variação de preços de mercado para o consumidor final, estabelecido pelo IBGE mensalmente.

É a taxa de inflação utilizada pelo Governo para definir as metas do Banco Central. Ou seja, é medido como um reflexo do custo de vida de famílias que possuem renda entre 1 e 40 salários mínimos, com base em 9 regiões metropolitanas do país.

O que acontece com o financiamento que eu já tenho?

Permanece igual. A nova opção de taxa é apenas para novos contratos de financiamento.

Terei vantagem em efetuar o financiamento pelo IPCA?

Serão efetuadas atualizações em todos os meses. Se a inflação mensal, estiver baixa, com certeza você terá vantagem.

Para qual tipo de cliente da Caixa é direcionada a nova taxa de juros?

Consumidores com maior poder aquisitivo e que compram imóveis mais caros, consequentemente, possuem maior capacidade de compreender e de acomodar no orçamento mensal as oscilações da inflação.

Para esclarecer, essas taxas não valem para o programa “Minha casa, minha vida”.

Confira os 7 passos para efetuar o financiamento bancário